Nossos Serviços

Administração de Condomínios

  • Contabilidade: Balancete, Prestação de Contas, Demonstrações Contábeis, Indicadores de Gastos etc..
  • Administrativo: Convenção, Regimento Interno, Assembléia Geral, Síndico, Negociação com Fornecedores, Orçamentos, Manutenção etc..
  • Financeiro: Rateio, Controle do Recebimento, Boleto Bancário, Pagamentos de Despesas, Recibo, Fundo de Reserva; etc...
  • Recursos Humanos: Folha de Pagamento – ESB Sistemas, Contrato, Férias, Cesta Básica, Vale Transporte, Desligamento, Aviso Prévio, Sindicato, Encargos Sociais, 13º Salário INSS, FGTS, GFIP e SEFIP , PIS , CAGED etc...
  • Jurídico: Protesto das Taxas de Condomínio, Inadimplentes, Negociações e Trabalhista.

Atendimento ao Condomínio, em assuntos relacionados com: Administração, Financeiro, Recursos humanos, Contabilidade e Jurídico.

Contabilidade: Asseguramos transparência e fácil conferência através de uma prestação de contas organizadas em uma pasta encadernada encaminhada mensalmente com toda a documentação relativa ao período. O extrato da conta corrente bancária própria do condomínio é a base para a disponibilidade de todos os documentos referentes aos recebimentos e pagamentos realizados e para a elaboração do demonstrativo mensal de receitas e despesas.

Administração: Elaboração de editais de convocação para assembléias, circulares, avisos, cartas, advertências, elaboração de atas, registro e envio de cópia a todos os condôminos, aplicação de multas e notificações, controle de vencimentos dos contratos, negociação com fornecedores e acompanhamentos de contratos e orçamentos para serviços, visando sempre a redução de custos, realização de orçamentos para compras de material diversos e demais serviços quando solicitado pelo sindico.

Financeiro: Emissão mensal dos boletos de taxas condominiais, juntamente com a empresa de garantia condominial se houver, bem como rateios das despesas com extrato de prestação de contas a todos os condôminos, análise mensal de contas de consumo do condomínio, acompanhamento de todos os vencimentos das contas do condomínio, pagamentos de contas, prestadores de serviços, taxas, impostos, encargos de responsabilidade do condomínio, preenchimento, emissão e retenção das guias para pagamento dos tributos (ISS, PIS, Cofins, INSS, etc).

Recursos Humanos: Recrutamento e seleção, Admissão e procedimentos de registro, Controle de benefícios, férias, escala de trabalho, elaboração e emissão de folha de pagamento e recolhimento das guias de INSS, FGTS, GFIP e SEFIP , PIS , CAGED e demais obrigações trabalhistas. Rescisões de contratos de trabalhos - planilha de cálculo, emissão de recibos e guias, bem como homologação.

Jurídico: Prestar assessoria jurídica ao síndico (a) nos fatos que se relacionem com os interesses do dia a dia do condomínio

 

Auditoria para Condomínios

Uma gestão transparente é fundamental para o relacionamento entre síndico e moradores, uma auditoria mensal e preventiva pode ser uma opção interessante. Nesses casos, o investimento não é significativo - principalmente ao avaliar o custo para cada unidade. É uma forma a mais de garantir que os recursos de todos estão sendo bem geridos. A periodicidade da análise das contas depende do porte do empreendimento. Pode ser mensal, trimestral, semestral ou até mesmo anual.

  • Financeiro – contas a pagar: acompanhados dos seus respectivos comprovantes de pagamentos e respectiva documentação, copias dos cheques emitidos, extratos da conta corrente, poupança e fundos de investimentos, guias de impostos pagas, contratos de empréstimos, contratos de prestações de serviços e resumo da folha de pagamento do mês;
  • Financeiro – contas a receber: Controle de recebimento de cotas mensalmente, negociação e baixa de recebimentos em aberto, averiguação de ações judiciais.
  • Recursos Humanos: O controle das rotinas trabalhistas, guias de recolhimento do imposto de renda retido na fonte sobre salários, quando aplicável, bem como dos recolhimentos das contribuições previdenciárias e do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço - FGTS, decorrentes dos contratos de trabalhos, averiguação dos reajustes salariais, de acordo com os dissídios da classe, baseado nas informações tempestivas prestadas pelas empresas, A coordenação e controle das rotinas trabalhistas, no tocante ao atendimento das obrigações acessórias, tais como: guias de informações, informes de rendimentos do imposto de renda na fonte, Relação Anual de Informações Sociais - RAIS, Cadastro Geral de Empregados e Desempregados – CAGED, bem como quaisquer outras que forem pertinentes às atividades das empresas; cálculo de Rescisões de Contrato de Trabalho e Homologações, bem como quaisquer outras que forem pertinentes às atividades das Empresas; controle ponto manual ou biométrico.
  • Condições e cumprimento de contratos de prestações de serviços cotação de fornecedores:  materiais, prestação de serviços diversos, aprovação de orçamentos e contratos, contratos de empresas terceirizadas e manutenção/obra assim como documentos dos funcionários correspondentes, averiguação de notas fiscais assim como os comprovantes de pagamentos, Notas Fiscais de compras (entradas), de vendas (saídas) e de transferências, bem como comunicação de eventual cancelamento das mesmas;
  • Contabilidade: Averiguação do Balancete Contábil do período auditado, conciliação bancária e movimentações com documentos comprovatórios já mencionados como – orçamento/aprovação contrato/pagamento.

Fazemos a avaliação geral do condomínio para oferecer sempre a melhor estratégia de custo/benefício. Utilizamos procedimentos contábeis conforme práticas usuais de contabilidade e auditoria, seguindo as determinações do CFC – Conselho Federal de Contabilidade e IBRACON – Instituto Brasileiro de Auditores Externos.

Ao contratar uma auditoria para o condomínio - o ideal é que o profissional seja um contador,  com registro no CRC (Conselho Regional de Contabilidade). Não é recomendado que a Administradora do condomínio se encarregue dessa tarefa, a auditoria deve ser sempre independente. 

Fraudes Comuns - Não lançar acordos ou recebimentos de inadimplentes, feito diretamente com o sindico ou administradora.- Saque da conta do condomínio sem justificativa- Superfaturamento em compras/serviços- Contratação de serviços desnecessários- Não pagamento do INSS e FGTS dos funcionários- Desvio de materiais do condomínio para uso particular- Uso de notas falsas.  

Nosso objetivo é contribuir para promover a segurança e a transparência para os condôminos de que os recursos pagos ao condomínio estejam sendo empregados da forma mais adequada e vantajosa para o fiel cumprimento de todas as sua finalidades.

Declaração de Renda Pessoa Física

A declaração de ajuste anual deverá ser apresentada no período de 07.03.2019 a 30.04.2019.

A obrigatoriedade da apresentação da declaração é para a pessoa física, residente no Brasil, que, no ano-calendário de 2018:

a) recebeu rendimentos tributáveis sujeitos ao ajuste na declaração, cuja soma foi superior a R$ 28.559,70;

b) recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40.000,00;

c) obteve, em qualquer mês, ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeito à incidência do imposto, ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas;

d) em relação à atividade rural, obteve receita bruta em valor superior a R$ 142.798,50, ou, pretenda compensar, no ano-calendário de 2018 ou posteriores, prejuízos de anos-calendário anteriores ou do próprio ano-calendário de 2018;

e) teve, em 31 de dezembro, a posse ou a propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300.000,00;

f) passou à condição de residente no Brasil em qualquer mês e nessa condição encontrava-se em 31 de dezembro; ou

g) optou pela isenção do Imposto sobre a Renda incidente sobre o ganho de capital auferido na venda de imóveis residenciais, cujo produto da venda seja aplicado na aquisição de imóveis residenciais localizados no país, no prazo de 180 dias contado da celebração do contrato de venda, nos termos do artigo 39 da Lei n° 11.196/2005.

Dependentes

É obrigatório informar o número do CPF da pessoa física que constem como dependente, independentemente da idade, para fins do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física, conforme Instrução Normativa RFB n° 1.760/2017.

Desconto simplificado

A pessoa física que optar pela declaração simplificada, terá uma dedução de 20% dos rendimentos tributáveis declarados, limitado à R$ 16.754,34.

Documentos necessários para a declaração:

Informações gerais

1-Dados da conta bancária para restituição ou débitos das cotas de imposto apurado, caso haja;
2-Nome, CPF, grau de parentesco dos dependentes e data de nascimento;
3-Endereço atualizado;
4-Cópia da última Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física (completa) entregue;
5-Atividade profissional exercida atualmente.

Renda

1-Informes de rendimentos de instituições financeiras inclusive corretora de valores;
2-Informes de rendimentos de salários, pró labore, distribuição de lucros, aposentadoria, pensão etc.;
3-Informes de rendimentos de aluguéis de bens móveis e imóveis recebidos de jurídicas;
4-Informações e documentos de outras rendas percebidas no exercício, tais como rendimento de pensão alimentícia, doações, heranças recebida no ano, dentre outras;
5-Resumo mensal do livro caixa com memória de cálculo do carnê-leão; DARFs de carnê-leão.

Bens e direitos

1-Documentos que comprovem a compra e venda de bens e direitos.

Pagamentos e doações efetuados

1-Recibos de pagamentos ou informe de rendimento de plano ou seguro saúde (com CNPJ da empresa emissora e a indicação do paciente);
2-Despesas médicas e odontológicas em geral (com CNPJ da empresa emissora ou CPF do profissional, com indicação do paciente);
3-Comprovantes de despesas com educação (com CNPJ da empresa emissora com a indicação do aluno);
4-Comprovante de pagamento de Previdência Social e previdência privada (com CNPJ da empresa emissora);
5-Recibos de doações efetuadas;
6-GPS (ano todo) e cópia da carteira profissional de empregado doméstico;

Formalize a Contratação de sua Empregada Domestica.

Com a aprovação da Lei Complementar nº 150, de 2015, que regulamentou a Emenda Constitucional n° 72, os empregados domésticos passaram a gozar de novos direitos.

Entende-se por empregado doméstico aquele que presta serviços de forma contínua, subordinada, onerosa e pessoal e de finalidade não lucrativa à pessoa ou à família, no âmbito residencial destas, por mais de 2 (dois) dias por semana.

Realizamos os seguintes trabalhos:

  • Cadastramento no e-Social - Contrato de trabalho a título de experiência - Cálculos - Confecção e envio de documentos como: Recibos de pagamento de salários - Férias - Décimo - Adiantamentos - Advertência - Suspensão - Aviso prévio - Pedido de demissão - Encaminhamento p/ requerimento de benefícios - Rescisões - Homologações - Registro em carteira de trabalho (CTPS).
  • Recolhimento unificado dos tributos e do FGTS para os empregadores domésticos:
    • Imposto sobre a Renda Pessoa Física, se incidente - Trabalhador;
    • 8% a 11% de contribuição previdenciária - Trabalhador;
    • 8% de contribuição patronal previdenciária - Empregador;
    • 0,8% de seguro contra acidentes do trabalho - Empregador;
    • 8% de FGTS - Empregador;
    • 3,2% de indenização compensatória (Multa FGTS) - Empregador

Síndico Profissional

  • Acompanhamento de obras;
  • representar o condomínio nos órgãos competentes;
  • Gestão transparente e com informações;
  • Valorização do patrimônio;
  • Solução de problemas;
  • Poder de negociação com fornecedores;
  • Enquadramento legal do condomínio;
  • Sem vínculo com o condomínio.
voltar

Links Úteis